RESULTADOS DE UM PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM COM UEPS SOBRE O CUBO NO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rosilei Justino da Silva
Cristiano Rocha da Cunha
Elizeu Martins de Oliveira Junior

Resumo

Quando se trata da aprendizagem escolar no Brasil, tem-se por meio das avaliações externas um conjunto de dados sobre a qualidade do aprendizado no sistema educacional vigente. Essas avaliações externas, PISA e SAEB, apontam que a aprendizagem no ensino médio brasileiro possui um déficit. Diante disso, este trabalho apresenta os resultados da aplicação de uma sequência didática em Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS), elaborada de acordo com a Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS) e da Teoria da Aprendizagem Multimídia (TAM) para o ensino de geometria espacial especificamente o poliedro cubo, em uma turma de alunos do segundo ano do ensino médio de uma escola da rede estadual de ensino de Juína-MT. O objetivo deste estudo foi avaliar a contribuição uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS) composta por vídeos na disciplina de matemática quanto ao desenvolvimento da aprendizagem significativa sobre o cubo. A análise buscou verificar evidências de aprendizagem significativa sobre os conceitos, volume e capacidade do cubo. Como resultado, percebeu-se que a UEPS com vídeos se apresentou como potencialmente significativa para o ensino e aprendizagem do poliedro cubo.


Palavras-chave: unidade de ensino, aprendizagem significativa, vídeos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Multidisciplinar
Biografia do Autor

Cristiano Rocha da Cunha, IFMT

Licenciado em Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com Mestrado (2012) e Doutorado (2016) em Física Ambiental pelo PPGFA do Instituto de Física da UFMT. Professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, IFMT - Campus Cuiabá. Tem experiência nas seguintes áreas: Ensino de Física, Balanço de Energia em Superfícies Vegetadas e Balanço de Ondas. Atualmente é Professor e Orientador do ProfEPT (Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica) a nível de mestrado.

Elizeu Martins de Oliveira Junior, UFPR

Possui graduação em Matemática (2014) pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT); obteve o título de Mestre (2015) e Doutor (2020) em Ciências Geodésicas (Geociências/Geomática) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Curitiba/PR trabalhando principalmente com Fotogrametria/Sensoriamento Remoto, Visão Computacional e Matemática Aplicada. Possui experiência nas áreas de Geociências e Matemática trabalhando principalmente com Fotogrametria, Processamento de Nuvens de Pontos 3D, Sistemas LiDAR Terrestres e Aerotransportados, Álgebra de Dual Quaternions, Inferência Bayesiana e Estatística. Atualmente é professor celetista da Faculdade AJES (Faculdade do Vale do Juruena) em Juina-MT e professor efetivo pela SEDUC/MT.

Referências

AUSUBEL, D.; NOVAK, J. D. HANESIAN, H. Psicologia Educacional. Rio de Janeiro: Interamericana.1980.
BONAMINO, Alicia; SOUSA, Sandra Zákia. Três gerações de avaliação da educação básica no Brasil: interfaces com o currículo da/na escola. Educação e Pesquisa, v. 38, n. 2, p. 373-388, 2012.Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v38n2/aopep633.pdf. Acesso em: 05 abr. 2019.
CAMEJO, I; DIEZ, D. Aprendizagem Significativa: conceito subjacente da Teoria Cognitiva de Aprendizagem Multimídia. Revista de Investigación, Caracas, v. 40, n. 89, p. 68-89, dic. 2016. Disponível em http://ve.scielo.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1010-29142016000300004. Acesso em 15 set. de 2019.
CARDOSO, S. O. O. Ensinando o efeito fotoelétrico por meio de simulações computacionais: elaboração de roteiro de aula de acordo com teoria da aprendizagem significativa / Stênio Octávio de Oliveira Cardoso. Belo Horizonte, 2011. Disponível em http://www.biblioteca.pucminas.br/teses/EnCiMat_CardosoSO_1.pdf. Acesso em 14 ago. 2019.
CAVALCANTI, Pedro Rodrigues de Albuquerque; CHAGAS, Carmo. História da embalagem no Brasil. Not Avail, 2006.
INEP, MEC. Brasil no PISA 2015: análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros/OCDE-Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Fundação Santillana, 2016. Disponível em http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/resultados/2015/pisa2015_completo_final_baixa.pdf. Acesso em 17 mar. 2019.
INEP. PRESS KIT SAEB 2017. Disponível em http://download.inep.gov.br/educacao_basica/saeb/2018/documentos/presskit_saeb2017.pdf. Acesso em 01 dez. 2018.
MAYER, R. Multimedia learning. In: MAYER, R. Psychology of learning and motivation. Academic Press, 2002. p. 85-139. Disponível em https://books.google.com.br/books?id=ymJ9o-w_6WEC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em 14 abr. 2019.
MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 5. ed. São Paulo: Hucitec-Abrasco, 1998.
MORAN, José Manuel. Ensino e aprendizagem inovadores com tecnologias. Informática na educação: teoria & prática, v. 3, n. 1, 2000. Disponível em https://www.seer.ufrgs.br/InfEducTeoriaPratica/article/view/6474. Acesso em 17 abr. 2020.
MOREIRA, M. A.; CABALLERO, M. C.; RODRÍGUEZ, M. L. Aprendizagem significativa: um conceito subjacente. 1997. Disponível em https://www.if.ufrgs.br/~moreira/apsigsubport.pdf. Acesso em 07 abr. 2019.
MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem. 1ª ed. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1999.
MOREIRA, M. A. Unidades de ensino potencialmente significativas-UEPS. 2011. Disponível em http://www.if.ufrgs.br/%7Emoreira/UEPSport.pdf. Acesso em 30 abr. 2019.

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)