Ocupação de áreas públicas da cidade: subversão que traz vida

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Juliano Batista dos Santos

Resumo

Pensar e repensar a relação entre homens e a cidade onde residem não é nova. A dicotomia moderna entre a espetacularização das cidades de um lado e a sua corporificação de outro, nos remete da segunda metade do século XIX aos dias atuais, cuja tensão ainda se encontra na ideia de diminuir para aquele e de aumentar para esse a participação popular nos espaços públicos das cidades. Pensando nisso, o presente texto traz uma reflexão sobre os contra-fluxos às tentativas de arquitetos e urbanistas de tornarem os locais públicos das cidades um lugar vazio de relações humanas, assim como apresenta o relato de uma experiência estética de intervenção urbana planejada e voluntária, mais precisamente a ocupação em uma das muitas obras inacabadas para a Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos

Referências

AUGÉ, Marc. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. 2. ed. Campinas: Papirus, 2001. (Coleção Travessia do Século.)

AZEVEDO, Maria Thereza Oliveira. Passeio de sombrinhas: poéticas urbanas, subjetividades contemporâneas e modos de estar na cidade. Revista Magistro, vol. 8, n. 2, p.138-146, 2013.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1998.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Nascimento da prisão. 20. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

Giacoia jr., Oswaldo. Nietzsche. São Paulo: Publifolha, 2000.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Trad. Maria Célia Santos Raposo. 8ª ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

JACQUES, Paola Berenstein. Espetacularização urbana contemporânea. Cadernos PPG-AU, v. 2, p. 23-30, 2004.

______. Errâncias Urbanas: a arte de andar pela cidade. Arquitexto, n.7, p. 16-25, 2005.

______. Corpografias urbanas. Arquitextos, n. 8, p. 1-11, 2008.

LEITE, Almir. Custo da Copa bate em R$ 26 bilhões, de acordo com matriz de responsabilidade. Estadão, São Paulo, 04 mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2015.

MAFFESOLI, Michel. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1998.

PANTANAL é eleito o quarto melhor destino de viagem do mundo. G1, Mato Grosso do Sul, 13 fev. 2015. Disponível em: < http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2015/02/pantanal-e-eleito-o-quarto-melhor-destino-de-viagem-do-mundo.html>. Acesso em: 15 jul. 2015.

REY, Sandra. Caminhar: experiência estética, desdobramento virtual. Revista Porto Arte, v. 17, n. 19, p. 107-121, 2010.

RIBEIRO, Ana Clara Torres. Homens lentos, opacidades e rugosidades. Revista Redobra, v. 3, p. 58-71, 2012.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Subjetividade, cidadania e emancipação. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra-Portugal, n. 32, p. 135-191, jun. 1991.

SANTOS, Milton. O tempo nas cidades. Revista Ciência e Cultura, vol.54, n.2, pp. 21-22, 2002. 

SEGALLA, Vinícius. Promotoria investiga suspeita de superfaturamento de até 1000% em compras para sede da Copa em MT. UOL Esporte, São Paulo, 05 de nov. 2013. Disponível em: < http://viniciussegalla.blogosfera.uol.com.br/2013/09/05/promotoria-investiga-suspeita-de-superfaturamento-de-ate-1000-em-compras-para-sede-da-copa-em-mt/>. Acesso em: 18 jul. 2015.

SIGNIFICADO de Intervenção: o que é uma Intervenção.  Disponível em: < http://www.significados.com.br/intervencao/>. Acesso em: 25 jul. 2015a.

SIGNIFICADO de Urbano: o que é Urbano. Disponível em: < http://www.significados.com.br/urbano/>. Acesso em: 25 jul. 2015b.

SIQUEIRA, PAULA. “Ser afetado”, de Jeanne Favret-Saada. Cadernos de Campo, n. 13, 155-161, 2005